Skip to main content
previous arrow
next arrow
Slider
Professora Geruza lendo livro na Escola Belita

Professora Geruza lendo o seu livro “Construindo a própria história” para os alunos da Escola Belita Tameirão.

Como surgiu o projeto?

A proposta nasceu a partir do desdobramento do projeto PROCARTE 2017, “Construindo a Própria História: racismo e representatividade da criança negra na literatura infantil”.

Neste, construiu-se um livro com base em diálogos com crianças de cinco anos de idade, de duas turmas do segundo ano do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI). 

Com o sucesso deste, a equipe foi convidada a dar continuidade ao projeto em outras escolas infantis na cidade de Diamantina, Minas Gerais.

O que é o projeto?

O projeto, iniciado em março de 2019, objetiva promover diálogos sobre racismo, representatividade e diversidade com crianças de duas escolas do Ensino Fundamental de Diamantina, mediados pela história infantil “Eu posso ser… O que eu quiser ser!”. Propor, em conjunto com as professoras das turmas, atividades reflexivas envolvendo textos e desenhos, teatros, músicas ou danças em torno da temática, produzir portfólios digitais (revista e vídeos) sobre as atividades desenvolvidas.

 

Objetiva, também, oportunizar às crianças um ambiente em que seja possível protagonizar a construção da própria história e difundir o segundo livro cujas histórias foram produzidas pelas crianças do CMEI Bela Vista na cidade de Diamantina, auxiliando no processo de sensibilização sobre o tema. 

Biblioteca da Escola Municipal Belita Tameirão.

Biblioteca da Escola Municipal Belita Tameirão

Blog

Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri

Rodovia MGT 367, 5000 – Campus JK – Diamantina – Minas Gerais

Pró-Reitoria de Extensão e Cultura